Segunda-feira, 16 de Outubro de 2017

IMG_6478.JPG

Há dois anos atrás, levei-te ao hospital. De coração partido... Percorrendo um caminho que nunca tinha percorrido... Estive 12 horas no hospital até te internarem.... vi-te a cada meia hora... Não te vi, na multidão de desespero e doentes na sala amarela... Vi gente desfalecer, enquanto eu falava com alguém do IPO, e te via com tudos estranhos... Vi-re passar por tudo com tanta dignidade.... que nunca esquecerei... Durante o dia de hoje... relembrei, a quantidade de vezes que fui ao wc, ou fumar, para dizer à mãe, sim está tudo bem, ele vai ficar bem... Lembro-me de te ter levado aos exames que pude contigo... para não ouvir nada que me fizesse sorrir... tentei brincar contigo... mas tu estavas mais preocupado com os outros... A mãe, eu, os miúdos... Lembro-me de quando disseram o meu nome ou o familiares de ti, para ir falar com a médica e ela que disse: "está a par do que se passa?" Eu apenas acedi com a cabeça... Lembro de me deixarem ficar para além dos 5 minutos, naquela sala de terror, para te poder acompanhar ao teu quase último quarto... tinhas te despedido do teu, naquela manhã... Lembro-me do senhor que estava ao teu lado... cheio do botijas e a enfermeira a dar-lhe Alta e a perguntar se ele não tinha ninguém que o viesse buscar... o senhor cheirava mal... Ele respondeu humildemente: desde que a minha mulher morreu, estou sozinho... faço a minha comida... trato de mim" "E como veio para aqui?" "Vim de táxi." Eu virei costas, naquele espaço pequeno, e olhei para um carro de reanimação... as lágrimas corriam-me... como uma pessoas pode estar tão só.??? Por momentos, olhei-te, naquele momento eras apenas mais um paciente naquele mar terrível... 45 min depois... subimos, a primeira coisa que vi, foi que a única cruz do piso estava mesmo enfrente a tua cama... Perguntas-te pelo pijama... e eu falhei... disse-te que ficarias com o pijama do hospital e pela manhã te traria o teu próprio pijama.... Agora penso que só tinha que caminhar mais uns 5 km (ida e volta) para ir ao carro... Mas eu só queria deixar a mãe e ir chorar sozinha... 5 Minutos naquele longo dia... o dia ficou ainda mais longo... Ontem senti que podia perder o que resta de mim, a mãe, esteve num imenso perigo... senti o mesmo desespero que senti há dois anos... a impotência de nada poder fazer... Pai... passaria anos se fosse preciso a tratar de tudo o que precisarias... mas Deus assim não o quis.. E sei que Deus fez o melhor, embora ainda doa muito... Vai sempre doer, mas faz da Mãe um super ser... e deixa-a mais uns tempos longos comigo.... Preciso de ti... e preciso dela... Sabes que daria a minha vida por vos.. sabes que pensei em dar-te o meu fígado... não foi possível... Mas pai... ainda estás comigo... fica connosco.. Adoro-te...



publicado por maaf às 19:30
muita força! é sempre bastante difícil. mas ele iria querer vê-la erguida e com um sorriso na cara. há que lembrar isso! tudo be bom, beijinhos :)
Helena Alegria a 16 de Outubro de 2017 às 20:12

Muito obrigada.. sinto que de certa forma... ele entende os meus sorrisos... mas penso que há datas que nunca desaparecem...

Obrigada.. ❤️❤️❤️❤️
maaf a 16 de Outubro de 2017 às 21:09

Um abraço apertadinho!
Genny a 17 de Outubro de 2017 às 13:58

mais sobre mim
Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
17
18
19
20
21

22
24
25
26
27
28

29
30
31


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO