Quinta-feira, 25 de Fevereiro de 2016

image.jpg

Há duas noites que durmo... Tão bom... Hoje acordei cheia de frio... Cheia de sonhos... Cheia de saudades... Adormeci na esperança de acordar na minha vida. Na casa onde tu estás a minha espera. Mas quando acordo, sei que isso nunca mais vai acontecer. Sinto-te cada vez mais longe. Já não te sinto. E isso é bom... Eu sei. Mas a saudade está a tomar proporções gigantescas... Que a dor se torna física... É tão bom estar quente... Por isso ando chateada com o inverno... Os dias já crescem... Da ultima vez que diminuíram, nem tinha percebido que estávamos a entrar neste maldito inverno... Preciso de sol, que me aqueça, que me faça ter fe, que me faça sorrir de novo... Para já fico com a tua camisa horrorosa, mas tão quente que me faz sentir bocadinho de ti....



publicado por maaf às 19:13
Segunda-feira, 22 de Fevereiro de 2016

Mas não passou

image.jpg

 

Devia estar na marca dos 3 meses... mas evitei... e estive... a olhar para o lado de um condutor vazio..

Onde fomos tantos domingos...

onde partilhamos conversas... 

e silêncios.... tantos silêncios....

Pausas que fazem me fazem o ser obscuro que me tornei...

 

Foi uma valsa rápida e sobressaltada...

e tudo acabou...

 

Não estás aqui para mim... E eu.. não estou aqui para ninguem...

 

Não sei o que fazer... nao sei mesmo, pai... como vou resolver todas estas merdas?

Diz-me...

 

Só revivo momentos... imagens que me vêm a cabeça sem pensar..

 

Uma ambulância vermelha que passa..

E eu estou lá... perco o norte, o sul... perco a vida...

e estou lá outra ez... naquele momento.. que te trouxe para casa...

 

Ainda não sei por as torneiras a trabalhar... diz-me como faço isso... diz-me como vou sobreviver no proximo mês...

Diz-me que é verdade o bem que me tem acontecido...

Dá-me uma luz..

preciso das tuas palavras.. preciso de ti!!!!!!!!!!!

 

so fucking lost... i need you...

 

Já passei tanto tempo sem ti... do que contigo, doente... 

 

Agora eu preciso de ti...

 

Desculpa o tempo que perdi... com revoltas estupidas...

 

Stay just for a moments....

 

 



publicado por maaf às 20:46
Quarta-feira, 17 de Fevereiro de 2016

Forbidden-Love-Quotes-2.jpg

 

Traduzido... parece que foi escrito de um lamechas qualquer... com toda a razão do mundo..

Mas esquecer, nem sempre é simples...

Até porque não quero esquecer... 

Quero relembrar o que uma simples caminhada de São João me trouxe... 

 

Momentos... ainda condenada a palavra... mas sim... Obrigada meu Deus... Foram momentos que nunca poderei agradecer aos Ceus.. 

 

Foram a minha unica hipotese de sobreviver às desgraças que desabavam ao meu redor... e eu aguentei... porque, Graças a e Deus, te tive, e me deste a conhecer que afinal, valia a pena viver, nem que fosse por tras das portas fechadas ou cadeiras vazias..

 

Preenches-te tantas vezes a cadeira vazia... ainda o fazes...

 

Mas temos que continuar o balanço... Tinhamos coisas a aprender um com o outro... por isso no cruzamos ao km 2.100...

 

por isso as datas combinam...

 

21_nov... tu apagavas velas... eu fechei os olhos e chorei.. despedi-me... 

 

foi o fim de um ciclo..

 

Adoro-te. 

 

 



publicado por maaf às 21:07
Terça-feira, 09 de Fevereiro de 2016

image.jpg

Eu sei que tudo há-de entrar nos eixos. Sei que tudo vai correr bem. A seu tempo. Mas o tempo hoje acordou como eu. Mau tempo. Não posso pousar os pés no chão, quando os pouso, penso que não estás cá. Não posso subir as escadas e falar Contigo. Agora entendo aquele aperto no meu ombro... Aquele que fizes-te da ultima vez que saíste dum hospital pelo teu pé... Entendo agora o discurso que vi no teu olhar, quando olhei para ti, zangada com o mundo, zangada com palavras que ouvi, com realidades que não quis perceber. Aperta outra vez.... É tão duro adormecer... Pensar nos problemas... Nas merdas do dia a dia.. As merdas que ouvias e me dizias para ter calma... Até as coisas mais banais... "Precisas de dinheiro?" Nunca te pedi. "Tens tecto. Comida não falta." Faltas tu. Os meus pulmões param quando penso que isto nos aconteceu a nos. É tão fácil ter pena dum vizinho... Dum conhecido... É tão fácil ser humano para os outros... Mas agora é comigo. É connosco. Deixas-me num barco.. Perdida. A única coisa que sei é que tenho que aguentar... Eu devia ter tido o direito a chorar... Até isso me roubaram. Roubaram-me o tempo que devia estar a sofrer unicamente por ti. Vês? Não posso por os pés no chão... Isto não é fazer dramas, pai. Isto é a realidade. Ou passar para a linha da frente, como quiseres... Estou de pé, sabe Deus como... Não está a ser fácil... Mas hei-de lá chegar... Sabes que gosto muito de ti, não sabes? Bon nuit, je t'aime.



publicado por maaf às 20:33
mais sobre mim
Fevereiro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
18
19
20

21
23
24
26
27

28
29


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO