Segunda-feira, 14 de Dezembro de 2015

image.jpg

Hoje faz 3 semanas... Que acordei por esta hora agarrada a uma pasta que me deram para as mãos... Condolências... Sentimentos... Lamentamos a sua perda.... Etc... Lembro-me quando te começas-te a despedir de mim, todas as noites... Porque fazias questão de me apertar a mão com força... Nos nunca nos tocávamos... Sempre tão distantes e tão próximos... Eu sei quando soubes-te que ia ser breve... Porque me apertavas a mão, quando vinha embora e tinha que te deixar... Sozinho... Só vi esse aperto de mão a uma pessoa.. Que talvez encontre amanhã. É, pai, amanhã tenho que ir aquele hospital... E Vou tentar encontrar a pessoa a quem apertas-te a mão... Como apertavas a minha... Mas a Essa pessoa, pedis-te "ajude-me, por favor." Não tenho palavras para exprimir o que senti no momento que fizes-te isso... Porque tu.. Tu nunca pedis-te ajuda... Ou pelo menos não dessa forma... Eu vou agradecer tudo o que fizeram Por nos... Foi tudo tão duro... Mas essas palavras tuas.. Foram o mais duro, porque eu desconhecia o medo nos teus olhos, até aquele momento... Ter medo, não é sinal de fraqueza, é sinal que somos apenas humanos... Estou sozinha agora... Não tenho medo... Quem me conhece... Diria que é impossível eu não ter medo de estar sozinha... Na verdade, perdi o medo... Até de ratos, ahahahha... Tu sabes... Medo de que? O pior aconteceu... E mesmo sendo tão mau... Eu tenho que agradecer aos céus.... Esta parte doi. Agradecer algo que me foi tanto... Eu disse que seria como perder as pernas... É pior... Muro de Berlim em cima de mim?? Não sei... Não sei explicar.. Entre a paz de estares em paz e falta que nos vais fazer... Não sei como me Sinto... Hoje no facebook... Apareceu uma frase engraçada... "Quando comeres um fruto, pensa em quem Plantou a árvore".... Eu partilhei... Mas só eu e tu entendemos... Cada vez que um neto nascia, querias plantar uma árvore... Quises-te plantar e plantas-te... Tantas árvores de fruto... E eu ainda nem Fui olhar para elas... Apanhei as tangerinas... Mas a ultima que comi, foi contigo.. Lembras-te? Faz hoje três semanas... Eu não ia tocar-te nunca mais... Mas a mãe disse :"não te vais despedir do teu pai?" E por respeito a ela... Beijei as tuas mãos.. A ultima vez... E pensei: "já não se fazem maos assim..." "Estamos a sepultar um dos últimos HOMENS que existiram...." E, conforme prometi... E tu sabes como sou em relação a funerais... Fiquei contigo "até ao fim".... Até me perguntarem; "podemos começar a cobrir com terra?" Eu olhei, nem sei para quem me fez essa pergunta... E acenei que sim... Fiquei até ao fim. Sei que não devo... Mas foi só há 3 semanas... E já passei por tanto depois disso... Que isto parece irreal... Fica comigo só um Segundo... Aperta-me a mão só mais uma vez...

Ajuda-me a ser firme. Como tu. Je t'aime... "Sabes que gosto muito de ti, não sabes?" Eu sei que sempre soubes-te... A mãe faz-me falta... Mas eu quero que ela esteja bem para superar a saudade que deixas... Perdi-te... E pedi a mãe para fugir um mês.... Oh "levadas".... Estou de joelhos perante o mundo... Pedi a deus que te levasse em paz... E em paz foste... Eu estava lá.. E mãe também... Fazes-me falta.. Chateia-me por causa do computador... Chateia-me porque tenho que tratar das finanças... Chateia-me.. Ralha comigo porque sou tola... Como vou viver sem ti...



publicado por maaf às 20:39
mais sobre mim
Dezembro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

15
16
18
19

22
23
24
26

27
29
30


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO