Domingo, 02 de Novembro de 2014

A minha alma tem frio! O meu corpo sente a tua falta! Não durmo no teu lado da cama! Não me sento no teu lado do banco! Olho para esses lugares vazios e por vezes falo contigo! Como se estivesses aqui para me ouvir! Tenho um mundo que me ouve! Mas mesmo quando me ouvias mal, ninguém me ouvirá como tu! Não permiti um abraço! Pois nenhum será como o teu! Aquele abraço que me fez sentir que nada no mudo me faria mal! Que estaria protegida!!! Sempre!!! Como me deixas-te tão só? Ao sabor das intempéries? Como me foste capaz de me nos deixar? De abandonar os nossos sonhos? As nossas noites loucas? De me fazer assinar documentos que me fazem vomitar sentimentos? De fazer de conta que nunca existimos? De fazer de conta que não estive 12 horas em trabalho de parto, por uma criança que me faz ter vontade de acordar todos os dias??? Que fui esventrada pela segunda, para ser deixada dias depois, cheia de dores?? Que não tive a coragem de ter a terceira, a minha Teresa! Onde estava o homem que conheci!??? Quem te levou? Como abdicas-te de tanto, por tão pouco?? Tinhas tudo! Deixas-te-nos à deriva! Como se estivéssemos a descobrir novamente o Brasil!!! Espero que no momento da minha morte, Deus me perdoe por todo i mal que fiz! E que todo este sofrimento, redi-ma a minha alma! Que me amas! 4 ever yours: AD



publicado por maaf às 00:45
mais sobre mim
Novembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
21
22

23
24
25
26
27
29

30


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO